Entenda os ciclos do mercado financeiro

ciclos do mercado

Compartilhe a criptoeconomia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Conhecer os ciclos do mercado financeiro é essencial para você montar a sua estratégia e entender o melhor momento de tomar uma decisão de compra ou venda.

O mercado financeiro é cíclico, e você precisa entender que ele não anda em linha reta, mas sim em ziguezague.

Observando os gráficos, acompanhando os preços e qual o sentimento dos investidores, que são movidos principalmente pelo medo ou a ganância, você consegue identificar esses ciclos.

É como se fosse uma montanha-russa. Os preços começam em uma determinada região e vão acumulando força para começar a subir.

Até que enfim, chegam ao topo, e então a força começa a virar e os preços começam a cair. Esse sobe e desce é normal e tende a se repetir.

Esses períodos de alta, baixa e lateralização (quando o preço dos ativos ficam “estagnados” em uma determinada região) são partes do Ciclo do Mercado.

Gráfico ciclos do mercado financeiro

Esses ciclos costumam ser divididos nas seguintes fases:

Acumulação: após um período de baixa, a força compradora consegue adquirir os ativos que deseja por um preço menor. Esses compradores vão acumulando ativos e, aos poucos, o mercado volta a ganhar impulso e confiança.

Bull market: impulsionado por esse movimento de compra e, algumas vezes, por fatores externos, os preços começam a subir e o mercado fica eufórico, trazendo novos compradores movidos pela vontade de ganhar muito dinheiro rápido. Investidores mais antigos percebem o momento e o grande aumento dos preços, então, começam a vender parte dos ativos para realizar seus lucros.

Distribuição: os investidores mais antigos vendem seus ativos e os compradores que chegam atrasados compram esses ativos. O preço começa a se estabilizar e a porcentagem de ganho começa a diminuir.

Bear market: conforme os investidores mais antigos vão vendendo, os preços começam a cair. Os novos compradores, movidos pelo medo, começam também a vender seus ativos, temendo uma perda maior. Isso liquida posições e faz com que os preços do mercado caiam ainda mais. Influências externas também podem afetar esse movimento, como a alta no juros, influência política ou insegurança econômica.

Esse é o maior erro do novo investidor: comprar no topo do ciclo do mercado, se desesperar vendo os preços caírem e vender quando o mercado está se movendo para um ciclo de baixa. 

Se isso acontecer com você, lembre desse conselho do Warren Buffet – um dos investidores mais conhecidos do mercado:

“Eu diria para não observarem o mercado de perto”.

O que ele quer dizer é que, quando o medo pegar você, dê um zoom out no gráfico e observe os ciclos do mercado de longe: eles tendem a se repetir.

Então, se você comprou seus ativos em um momento de alta, espere até a próxima alta do mercado para vender. Essas são as duas principais regras para o novo investidor:

  1. Tenha paciência
  2. Foque no longo prazo

Como aproveitar cada momento:

Entendendo esses movimentos do mercado você consegue montar sua estratégia com mais clareza.

Para potencializar seus ganhos, o ideal é você comprar seus ativos quando o mercado está em Bear Market ou durante um período de acumulação, pois você irá pagar um valor menor pelo ativo e assim, consegue uma porcentagem maior no momento da venda.

Já o melhor momento para venda é justamente durante um ciclo de Bull Market, já que os ativos se encontram com os preços elevados e a força compradora está mais forte.

Lembrando que não é possível saber o momento exato em que uma fase do mercado vai começar ou terminar, por isso é importante estar sempre atento ao que está acontecendo no mercado e acompanhar as notícias.

Quanto mais informações e conhecimento você adquirir, mais fácil ficará para você tomar boas decisões.

Leia também:

Porque você deve ter Bancryp Coin na sua carteira

O que é e porque ter Stablecoin na sua carteira

Compartilhe a criptoeconomia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram